BB REDUZ HORÁRIO DE AGÊNCIAS E ABRE MAIS CEDO PARA ATENDER APOSENTADOS

O Banco do Brasil anunciou que suas agências bancárias passaram a funcionar em horário reduzido para combater o avanço do coronavírus. Desde ontem, o atendimento ao público será feito das 10h às 14h —o horário normal é até às 16h.

Além disso, algumas agências abrirão das 9h às 10h exclusivamente para o pagamento de aposentados e pensionistas do INSS.

A redução no horário de funcionamento das agências segue medida já anunciada pelos concorrentes Bradesco, Caixa e Santander, que também passaram a funcionar das 10h às 14h.

Em nota, o banco informou que o atendimento presencial será prestado somente em casos essenciais e de forma excepcional, como nas situações de desbloqueio de senha, desbloqueio de cartão, saques de benefícios sociais sem cartão, atendimento referente aos programas sociais destinados a aliviar as consequências econômicas do novo coronavírus e a pessoas com doenças graves.

Todos os demais serviços bancários oferecidos pelo BB, como crédito, renegociação de dívidas, abertura de contas, bem como pagamentos e transferências poderão ser feitos por meio digital (aplicativo, site, central de atendimento telefônico e redes sociais).

Atendimento exclusivo para aposentados do INSS
O banco também decidiu que, a partir de amanhã, as agências que concentram o maior volume de pagamentos a aposentados e pensionistas do INSS atenderão exclusivamente esse público em horário diferenciado, das 9h às 10h. A medida tem o objetivo de evitar aglomerações desse grupo de risco.

“Não há necessidade de ir às agências para fazer a Prova de Vida. Conforme comunicado do Ministério da Economia, não serão bloqueados os benefícios de quem não a fizer nos próximos 120 dias. Assim, o BB solicita que seus clientes avaliem a real necessidade de comparecimento a uma agência bancária”, disse a instituição em nota.

O BB também selecionou outro grupo de agências com grande fluxo de beneficiários e disponibiliza caixas eletrônicas das 6h às 22h. O banco orienta que, ao procurar os caixas eletrônicos, as pessoas mantenham a distância mínima de dois metros entre si na fila. (Fonte: UOL)

 

SINTRAF-GV:

Facebook