Bradesco é o banco campeão em demissões e fechamento de agências

conforme os dados divulgados nos balanços do 2º trimestre.

O avanço da digitalização do setor bancário não trouxe apenas o aumento dos bancos digitais, mas também, o fechamento de agências bancárias. Em um ano, o Banco do Brasil, o Bradesco, o Itaú, e o Santander, fecharam 1.647 agências físicas, conforme os dados divulgados nos balanços do 2º trimestre das empresas.

Em suma, a redução inicial estimava a diminuição de 870 pontos de atendimento. Além disso, era esperado o fechamento de agências, e a transformação de unidades tradicionais em modelos mais enxutos, bem como a criação de estruturas especializadas.

Bradesco é o banco campeão em demissões e fechamento de agências

Em suma, com menos postos de trabalho logo chegaram as demissões: o Banco do Brasil demitiu cerca de 7 mil funcionários, enquanto o Bradesco, 9,4 mil. Já o Itaú demitiu 810, e o Santander, 78. Por outro lado, a Caixa está investindo na abertura de agências e de vagas.

De acordo com dados da Caged, , a Caixa abriu cerca de 2.498 vagas no 1º semestre deste ano. As contratações no banco são reflexo da estratégia de abertura de agências da Caixa. Enquanto isso, os bancos privados diminuem cada vez mais, a sua estrutura física e ampliam os seus canais digitais.

Conforme Luis Miguel Santacreu, analista em sistema financeiro da Austin Rating, “A Caixa quer expandir o raio de atuação com agências próprias, já que hoje, muitas vezes, está vinculada a correspondentes bancários, como as lotéricas”. Além disso, em maio, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que o banco vai abrir 130 agências até o final de 2021.

No que diz respeito ao corte de agência, o Banco do Brasil cortou 390 unidades em um ano, enquanto o Bradesco 999, o Itaú 114 e o Santander 144. De acordo com Santacreu, “O objetivo lá na frente é realmente trabalhar com menos funcionários, até porque não faz sentido ter uma grande estrutura enquanto estão incentivando os clientes a utilizarem outros canais de atendimento. Acredito que a idéia é manter algumas agências abertas com um fluxo de pessoas muito menor”.

O Bradesco foi o banco que mais fechou agências físicas. Entretanto, o presidente do banco, Octávio de Lazari Junior, disse em coletiva de imprensa que 400 agências serão convertidas em unidades de negócios.

Fonte: Seu crédito digital

O Banco do Brasil, o Bradesco, o Itaú, e o Santander, fecharam 1.647 agências,

Deixe uma resposta