CAIXA NÃO CUMPRE ACORDO COLETIVO E PAGA PLR SOCIAL A

A Caixa mostrou nesta semana todo o seu desrespeito ao seu quadro funcional e com as representações desses bancários

Os empregados e seus representantes foram traídos pela Caixa que, num ato de enganação, não cumpriu o ACT- Acordo Coletivo de Trabalho – ao sonegar o pagamento correto e devidamente acordado da PLR Social, o qual deveria ser de 4%, no entanto a empresa ludibriou pagando apenas 3% linear. A empresa contava  com a “não conferência” por parte dos representantes dos empregados. Mas as entidades mostraram que estão e estarão alertas a atos como este que quebram a confiança entre as partes.

Após a descoberta do pagamento a menor da PLR Social,  a Caixa imediatamente divulgou uma  tabela totalmente desconhecida pelos empregados e suas representações – alegando que o banco não atingiu integralmente seus objetivos e que, desta forma, o pagamento da PLR Social teria de ser reduzido, com o objetivo de justificar a atitude desleal e desrespeitosa com o seu quadro funcional.

Justamente num ano difícil para todos e em plena pandemia, sorrateiramente, num momento em que os empregados arriscaram sua saúde, foram mais de 40 empregados que perderam a vida, prestando atendimentos a filas quilométricas, para pagar o auxílio-emergencial para a metade da população brasileira. Cumprindo o seu papel social.

A Federação dos Bancários do Estado do Paraná (Feeb-PR)  exige da direção da Caixa, respeito ao ACT e a  imediata correção e o pagamento correto da PLR Social aos empregados. É uma questão de justiça!

Deixe uma resposta