ENCONTRO NACIONAL POR VÍDEO, HOJE, DEFINE A MINUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS BANCÁRIOS

Dentro do calendário da campanha salarial 2020, a Contec (Confederação Nacional dos Bancários), realiza nesta terça-feira (21), o Encontro Nacional de Dirigentes Bancários, por videoconferência. Em pauta estará a discussão e definição da minuta de reivindicações da categoria, a ser entregue à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) dia 23 deste mês, e no dia 24, para o Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

O SINTRAF-GV estará participando do Encontro Nacional, por vídeo, através de dirigentes sindicais, representando os bancos privados, o BB e a Caixa.

PAUTA
Neste Encontro Nacional, serão apresentadas as pautas de reivindicações discutidas e tiradas nos encontros interestaduais de todo País, para esta campanha salarial.

O Encontro de Dirigentes Sindicais Bancários do Sul,  realizado dia 9 de julho, por videoconferência, definiu a pauta dos três estados do Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e de Minas Gerais.

A seguir, as principais reivindicações:

– Reajuste salarial com base no INPC dos últimos 12 meses (setembro/2019 a agosto/2020;
– Aumento real de 5% para os salários e de 10% para verbas como tíquete-alimentação e cesta-alimentação;
– Manutenção dos empregos: garantir junto aos bancos que não haja demissões;
– Sobre o trabalho home office durante a pandemia do novo coronavírus, realizar pesquisa  junto aos bancários sobre esse tema, para melhor compreensão das necessidades da categoria na mesa de negociação;
– Os bancos continuam pressionando os bancários no atendimento de metas extremamente abusivas e praticando o assédio moral, comprometendo a saúde dos bancários. Sobre esse tema, o movimento sindical vai cobrar nas mesas de negociações que os bancos cessem essas metas abusivas e o assédio moral;
– Defesa dos bancos públicos; desenvolver campanha junto à população e ao Congresso Nacional, no sentido de preservar os bancos públicos, a sua função social e o seu papel no desenvolvimento econômico;
– Manutenção de todas as cláusulas dos acordos do Banco do Brasil e da Caixa, e da convenção coletiva da Fenaban (bancos privados).

SINTRAF-GV

Deixe uma resposta