iTAÚ, BRADESCO, SANTANDER E BANCO DO BRASIL SÃO OS BANCOS QUE MAIS LUCRAM NO MUNDO

Campeão mundial: Santander Brasil é o banco que mais lucra no mundo (Imagem: REUTERS/Edgard Garrido)
A safra de balanços do terceiro trimestre confirmou o que muita gente já suspeitava: os bancos brasileiros lucram muito, mas muito mesmo. Quanto? Segundo a Economática, Itaú Unibanco, Bradesco, Santander Brasil e Banco do Brasil apresentaram a maior rentabilidade entre os 453 bancos acompanhados pela consultoria e que negociam ADRs nas bolsas dos Estados Unidos.

Do total de instituições analisadas pela Economática, 45 possuem ativos totais superiores a US$ 100 bilhões. É neste grupo que a consultoria concentrou seu levantamento. Ele é composto por 19 bancos dos Estados Unidos, seguidos por Brasil, Canadá e Reino Unido (quatro bancos cada); Japão e Coreia (três bancos cada), Espanha e Índia (com dois bancos cada).

O Santander Brasil aparece na liderança absoluta, com ROE (Retorno sobre Patrimônio Líquido, na sigla em inglês) de 19,25% no acumulado de 12 meses encerrados em setembro. Em segundo lugar, vem o Itaú Unibanco, com ROE de 18,59%; seguido pelo Bradesco (ROE de 19,97%), e o Banco do Brasil (ROE de 17,71%).

Rentabilidade dos bancos brasileiros, segundo a Economática


O banco estrangeiro mais bem posicionado é o Royal Bank of Canada, que surge em quinto lugar, com ROE de 16,13%.

Polêmica
A discussão ganha ainda mais importância, quando se lembra que, nesta semana, o Conselho Monetário Nacional (CMN) determinou que os bancos não podem cobrar mais que 8% de juros ao mês, no cheque especial.

Os bancos, por meio da Febraban, protestaram, alegando que a medida é intervencionista, e que qualquer queda na taxa de juros deve ser promovida por meio de soluções de mercado.

Já analistas estimaram que a queda nos lucros dos bancos, causada pelas restrições nos juros, será pequena.  O Credit Suisse, por exemplo, projeta um corte de 1% a 3% no lucro dos bancos brasileiros em 2020.

A Economática informa, ainda, que a mediana (medida que separa uma amostra estatística meio-a-meio) da rentabilidade dos bancos brasileiros, no terceiro trimestre, foi mais que o dobro da dos bancos americanos. Em números, o ROE dos brasileiros foi de 18,28%, ante os 8% dos americanos. (Fonte: Money Times)

 


Fotos:

SINTRAF-GV:

Facebook