Projeto remoto na Caixa segue até 31 de março

Medida é uma reivindicação dos movimentos sindicais e entidades representativas dos empregados

A Caixa prorrogou mais uma vez o Projeto Remoto Excepcional. Os empregados que estão no home office deverão permanecer até o dia 31 de março de 2021. A medida tem sido uma das principais ferramentas para preservar a vida dos empregados e da população durante a pandemia da Covid-19.

A prorrogação do home office é uma reivindicação dos movimentos sindicais e entidades representativas dos empregados. Vale ressaltar ainda, que os empregados do home office também devem manter todos os protocolos de segurança contra a contaminação da Covid-19.
Mesmo com o início das primeiras vacinas, o Brasil segue com uma das maiores taxas de contaminação do mundo. Segundo dados do Consórcio de Imprensa que divulga diariamente um levantamento da situação da pandemia, o Brasil voltou a bater recordes de contaminação e já alcançou os números registrados em agosto. Na quarta-feira (20), foram 1.382 mortes pela Covid-19 nas últimas 24h. Mais de 8,6 milhões de pessoas tiveram ou têm o novo coronavírus desde o início da pandemia e 212 mil óbitos.
A coordenadora da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa), Fabiana Uehara Proscholdt, reforçou a importância do trabalho remoto para os empregados da Caixa. “As curvas de contaminação e de óbitos da Covid-19 estão crescendo novamente e o distanciamento social ainda é a prevenção mais eficaz contra a doença”.
O presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sergio Takemoto, defendeu o home office para proteger a saúde e a vida dos trabalhadores da Caixa e da população. “Não ter o teletrabalho vai na contra mão de tudo. Temos vários estados que estão no pico da doença e o trabalho remoto é essencial para manter o distanciamento social dos empregados”, afirmou Takemoto.
Teletrabalho
Na última mesa de negociação, em dezembro de 2020, o debate sobre o teletrabalho entre os empregados e a direção da Caixa esbarrou no controle da jornada, item no qual o banco informou que não quer clausular o controle.
“Precisamos avaliar bem o possível acordo sobre o teletrabalho. Sabemos de muitos empregados que estão extrapolando a jornada diária, tem metas abusivas entre outros problemas*. A ausência do ponto eletrônico é muito grave, pois a longo prazo isso pode agravar os problemas de saúde dos empregados. O colega tem que ter direito a desconexão”, avaliou Fabiana.
Projeto Remoto
O Projeto Remoto é uma modalidade de Trabalho Remoto Simplificado. Foi lançando em março e tinha o prazo de 30 dias. A prorrogação do projeto poderá continuar ocorrendo de acordo com a necessidade do banco.

Fonte: Fenae

Deixe uma resposta