Representantes dos trabalhadores cobram do Bradesco explicações sobre denúncias de bancários

Os bancários relatam que o Bradesco está convocando funcionário para esclarecimentos, quando identificam pagamentos de contas com o CPF dos bancários, cujo recurso saia de outra conta, que não seja a do mesmo CPF. Segundo queixas dos bancários, o método utilizado durante a averiguação não é adequado. Muitos se sentem invadidos, como se tivessem feito algo errado ou ilegal.

O banco informou à COE que, de fato, faz cruzamento e, quando identifica essa situação, faz um pedido de esclarecimento. Uma vez identificado que não há uso indevido, o gestor faz um apontamento e encerra a situação.

O banco se comprometeu ainda a reorientar as lideranças, pois o real intuito é proteger os dados dos bancários e dos clientes, e não fazer perseguição a ninguém.

Movimentação de conta corrente de familiares

O Sindicato recebeu reclamações de bancários quanto a obrigatoriedade da assinatura de um formulário (4160 – 707E) que trata, principalmente, de movimentação de conta corrente de familiares.

O banco esclareceu que tal formulário deve ser preenchido e assinado pelo familiar do bancário, quando há movimentação em sua conta realizada pelo próprio funcionário. E ressalta que esse tipo de transação, embora não configure fraude, precisa estar muito bem esclarecida, a fim de evitar descumprimento do código de ética e demais problemas.

Proibição de day trade

Bancários acionaram o Sindicato afirmando que foram orientados sobre a proibição de fazer day trade (compra e venda de ações na bolsa de valores no mesmo dia). O banco reconhece que seus empregados estão realmente proibidos de fazer day trade para si próprios. O descumprimento dessa orientação pode trazer consequências.

Pressão para investir na Ágora

Bancários relatam pressão dos seus gestores para transferência de seus investimentos em outras corretoras para a Ágora (corretora do Bradesco). O banco nega que exista esta orientação.

“Temos recebido essas reclamações de maneira quase constante, e a reunião foi importante para alinharmos as informações e corrigir possíveis desvios de rota. E caso os bancários continuem sendo pressionados, ou sejam mal orientados, é importante avisar imediatamente o Sindicato para que possamos intervir e melhorar esses processos.”

Movimento Sindical

Deixe uma resposta